segunda-feira, 18 de abril de 2011

Banco de questões: Revolução Francesa

1. (Unicamp) Num panfleto publicado em 1789, um dos líderes da Revolução Francesa afirmava:

“Devemos formular três perguntas:
- O que é o Terceiro Estado? Tudo.
- O que tem ele sido em nosso sistema político? Nada.
- O que pede ele? Ser alguma coisa.”
(citado por Leo Huberman, História da riqueza do homem, 1979)
Explique as perguntas e respostas contidas nesse panfleto francês.

2. (UFV-MG) A Revolução Francesa, ocorrida no período de 1789 a 1799, teve um grande significado histórico não só para a França, mas para todo o mundo ocidental.
Quais foram as principais transformações resultantes dessa Revolução?

3. (PUC-SP) A Tomada da Bastilha, realizada por habitantes de Paris no 14 de julho de 1789, é normalmente identificada como o início da Revolução Francesa. Confronte as duas afirmações a seguir citadas acerca do processo revolucionário francês, identificando semelhanças e diferenças.
I – “A Revolução Francesa foi uma revolução burguesa, com objetivos burgueses, por meio da qual a burguesia assumiu o poder político.”
II – “A Revolução Francesa foi uma revolução com distintos objetivos, feitas por distintos grupos, por meio da qual a burguesia assumiu o poder político.”

4. (Unicamp) Com a derrota de Napoleão Bonaparte, o Congresso de Viena e os tratados de 1814-1815 delinearam os rumos da reconstrução da Europa pós-Revolução Francesa e pós-guerras napoleônicas.
a) O que estabeleceram esses tratados e qual a ameaça que desejavam evitar seus signatários?
b) Quais os países que saíram fortalecidos com o sistema de alianças?


1. A igualdade é branca, a liberdade é azul e a fraternidade é vermelha. Trilogia filmada por famoso diretor de cinema, inspirando-se no ideário revolucionário que deu ao mundo o modelo de democracia representativa:
a)     Revolução Russa
b)     Revolução Indiana
c)      Revolução Francesa
d)     Revolução Chinesa
e)     Revolução Gloriosa

2. No contexto da Revolução Francesa, a organização do governo revolucionário significou uma forte centralização do poder: o Comitê de Salvação Pública, eleito pela Convenção, passou a ser o efetivo órgão do Governo .... Havia ainda o Comitê de Segurança Geral, que dirigia a polícia e a justiça, sendo que estava subordinado ao Tribunal Revolucionário, que tinha competência para punir, até a morte, todos os suspeitos de oposição ao regime. O conjunto de medidas de exceção adotadas pelo Governo revolucionário deram margem a que essa fase da Revolução viesse a ser conhecida como:
a)     os Massacres de Setembro.
b)     o Período do Terror.
c)      o Grande Medo.
d)     o Período do Termidor.
e)     o Golpe do 18 Brumário.

3. "Nós habitantes da paróquia de Longeley abaixo-assinados, tendo-nos reunido em virtude das ordens do rei, dia 6 do presente mês de maio de 1789, resolvemos o que se segue:
Pedimos que todos os privilégios sejam abolidos. Declaramos que se alguém merece ter privilégios e gozar isenções, são estes, sem contradição, os habitantes do campo, pois são os mais úteis ao Estado, porque por seu trabalho o fazem viver." (Cadernos de Súplicas para os Estados Gerais.)
Esta reivindicação dos camponeses franceses às vésperas da eclosão da Revolução Francesa traduzia um desejo comum aos demais membros do Terceiro Estado, a saber:
a)     a convocação dos Estados Gerais para dar soluções à crise financeira.
b)     a formação de uma democracia rural, composta de camponeses autônomos.
c)      a supressão de uma ordem social baseada no privilégio e na sociedade estamental.
d)     o advento de uma sociedade igualitária com o estabelecimento do sufrágio universal.
e)     a distinção da sociedade fundamentada na proposta de cidadãos ativos e cidadãos passivos.

4.  "l...] a revolução que não se radicalizar morre melancolicamente, como a burguesa. A rigor, uma só revolução existe, a que se deflagrou em 1789: enquanto viveu, ela quis expandir-se, e, assim, a República Francesa se considerou e se tentou universal - até o momento em que a pretensão de libertar o mundo se converteu na de anexá-la, em que os ideais republicanos se reduziram ao imperialismo bonapartista." (RIBEIRO, Renato Janine. A última razão dos reis. São Paulo, Cia. das Letras, 1993.)
O motivo pelo qual o conjunto de mudanças políticas que resultou na implantação do regime republicano na França, no século XVIII, pode, genericamente, ser classificado como uma revolução burguesa, é o fato de que esse processa
a)     a estrutura social francesa viu-se reduzida a uma polarização entre o bloco de apoio ao Antigo Regime - no qual se encontravam a aristocracia, os camponeses e os trabalhadores urbanos - de um lado, e o bloco de apoio à República operário-burguesa, de outro.
b)     a burguesia conseguiu a adesão ideológica da aristocracia, especialmente no que respeita à "abertura das carreiras públicas ao talentos individuais", o que possibilitou a ascensão de seus representantes ao poder de Estado.
c)      o comando da burguesia desde o início se revelou como irrefutável, uma vez que ela colocou a serviço de seus objetivos revolucionários os mais variados setores da população, liderando assim uma restauração de Antigo Regime.
d)     as vanguardas operário-camponesas colocaram-se ao lado da burguesia, pois tinham claro que suas reivindicações somente alcançariam um patamar de conseqüência numa sociedade em que as relações burguesas de produção já estivessem desenvolvidas.
e)     os resultados políticos das sucessivas convulsões sociais geradas nos quadros da crise do Estado monárquico francês foram, ao final, capitalizados pela burguesia, que pôde assim dar início à viabilização de seus interesses políticos e econômicos.

5.  "Aterrei o abismo anárquico e pus ordem no caos" (Napoleão Bonaparte).
Sobre o período napoleônico na França, entre 1799 e 1815, podemos afirmar que:
a)     no 18 de brumário (9/11/1799) Napoleão destituiu o Diretório controlado pelos girondinos, assumindo o poder através do Consulado.
b)     no Consulado (1799-1804), o confisco e a distribuição de terras da Igreja aos camponeses provocaram o rompimento das relações entre o Clero e o Estado, expresso na Concordata de 1801.
c)      no Império (1804-1815), a aliança militar com a Áustria e a Rússia provocou o fim da expansão territorial francesa na Europa e no norte da África.
d)     no período dos "Cem Dias" (1815), Napoleão ratificou a paz com a Inglaterra e a Prússia, acatando a legitimidade das fronteiras européias anteriores à Revolução Francesa.
e)     o Decreto de Berlim (1806), ao instituir o Bloqueio Continental, restaurou as antigas aristocracias e monarquias no governo dos países recém-invadidos, como Portugal e Espanha.

6.  Relativamente à expansão napoleônica (1805-1815), pode-se afirmar que acarretou mudanças no quadro político europeu, tais como:
a)     difusão do ideal revolucionário liberal, ampliação temporária do raio de influência francesa e fortalecimento do ideário nacionalista nos países dominados.
b)     isolamento diplomático da nação inglesa, radicação definitiva do republicanismo no continente e estabelecimento do equilíbrio geopolítico entre os países atingidos.
c)      desestabilização das monarquias absolutistas, estímulo para os desenvolvimento industrial nas colônias espanholas e implantação do belicismo entre as nações.
d)     desenvolvimento do cosmopolitismo entre os povos do império francês, incrementação da economia nos países ibéricos e contenção das lutas sociais.
e)     difusão do militarismo como forma de controle político, abertura definitiva do mercado mundial para os franceses, estímulo decisivo para as lutas anticolonialistas.


7. O chamado período do Terror (1793-94), no processo da Revolução Francesa, teve como uma de suas características:
a)     o radicalismo político, centrado, especialmente, na figura de Robespierre.
b)     a ocorrência de vários golpes de Estado ora à direita ora à esquerda, com sucesso.
c)      o afastamento do jacobinos do poder, em face de seu espírito de conciliação.
d)     o envolvimento dos girondinos na defesa das idéias de Saint-Just.
e)     a preocupação em elaborar uma constituição que protegesse os direitos do homem.

8. Com a morte de Robespierre iniciou-se a fase denominada Reação Termidoriana, que assinala:
a)     a ascensão de Napoleão pelo Golpe de 18 de brumário.
b)     o início do Terror.
c)      o fim da Convenção.
d)     a formação da primeira coligação contra a França.
e)     a volta da alta burguesia ao poder.

9. "Minha maior glória não consistiu em ter ganho quarenta batalhas; Waterloo apagará a memória de tantas vitórias. O que nada apagará, o que viverá eternamente, é o meu Código Civil."
Assinale nas alternativas abaixo a que grande personagem da história devemos este pensamento.
a)     Napoleão Bonaparte
b)     Cromwell
c)      D. Henrique, o Navegador
d)     Bismarck
e)     Luís XIV

10.  "6 de abril de 1814. As potências aliadas tendo proclamado que o Imperador Napoleão era o único obstáculo ao restabelecimento da paz na Europa, o Imperador, fiel ao seu juramento, declara que renuncia por si e por seus herdeiros aos tronos da França e da Itália e que não há sacrifício algum pessoal, até o da própria vida, que não esteja pronto a fazer, pelos interesses da França."
Após assinar esse ato de abdicação, Napoleão I:
a)     tornou-se duque da Toscana.
b)     compareceu perante o Congresso de Viena.
c)      foi desterrado em Santa Helena.
d)     foi confinado na ilha de Elba.
e)     ficou prisioneiro na Inglaterra.

11. No Congresso de Viena (1815) as decisões foram tomadas pelas grandes potências: Rússia, Áustria, Inglaterra e Prússia, tendo como um de seus principais resultados:
a)     a difusão das idéias revolucionárias, realizada, principalmente, pela maçonaria.
b)     a restauração das fronteiras anteriores à Revolução Francesa.
c)      a restauração das antigas monarquias parlamentares, como, por exemplo, a de Portugal.
d)     a intervenção do papado em domínios territoriais do Sacro Império Romano-Germânico.
e)     o auxílio prestado a movimentos revolucionários embasados nos princípios iluministas.

2 comentários:

  1. Ola muito bom o conteudo tambem lancei Sobre o tema
    No link a seguir

    http://www.expressiva.web10.net.br/index.php/noticias-sobre-panfletagem-funciona-dentro-da-lei-e-da-retorno-resultado-diferente-inteligente/publicidade-inteligente-2012/unicamp-sp-num-panfleto-publicado-em-1789-lideres-revolucao-francesa-afirmava.html

    Att. Abroços

    ResponderExcluir