domingo, 18 de setembro de 2011

Banco de questões: Brasil República: Ditadura Militar (1964-1985)


01.  (UFMG) O golpe político-militar de 1964 acarretou transformações na economia brasileira originadas das mudanças nas relações de trabalho, das novas necessidades do desenvolvimento capitalista no país e das mudanças na conjuntura internacional.
Todas as alternativas apresentam indicadores corretas das transformações na economia brasileira pós-64, exceto:
a)     A abertura do país às empresas multinacionais a partir da abolição das restrições à remessa de lucros para o exterior.
b)     A adoção de uma nova política salarial e a implantação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) substituindo o sistema de estabilidade no emprego.
c)      A consolidação do setor industrial nacional através da elevação dos salários urbanos e do aumento da oferta e do consumo de bens não-duráveis.
d)     A elevação do volume de impostos e a conseqüente falência de um grande número de pequenas e médias empresas.
e)     A expansão da indústria petroquímica, siderúrgica e do alumínio, realizada sob o patrocínio do Estado, com a participação dos conglomerados nacionais e estrangeiros.

02. (UFRGS-RS) Considere a charge abaixo sobre a propaganda governamental no Brasil.

A charge está relacionada com
a)     os "50 anos em 5" do governo JK.
b)     a austeridade do governo Jânio Quadros.
c)      a linha dura do governo Costa e Silva.
d)     o ufanismo do governo Médici.
e)     o pacote de Abril do governo Geisel.

03. (Fuvest/FGV-SP) A prisão e a morte do jornalista Wladimir Herzog e do operário Manoel Fiel Filho, a bomba no show de primeiro de maio no Riocentro, a carta-bomba enviada à Ordem dos Advogados do Brasil, episódios ocorridos nos governos dos generais Ernesto Geisel e João Figueiredo revelam:
a)     O recrudescimento da guerrilha urbana de esquerda no Brasil.
b)     São episódios isolados uns dos outros, sem nenhuma inter-relação.
c)      A luta entre duas facções militares, uma de extrema direita e outra de extrema esquerda, esta chefiada pelo capitão Carlos Lamarca.
d)     Uma política deliberada dos generais-presidentes de perseguição aos jornalistas, operários, artistas e advogados.
e)     Uma tentativa da chamada linha dura militar para desestabilizar o processo de abertura política.

04. (Fuvest-SP) Sobre o fim do período militar no Brasil (1964-1985), pode-se afirmar que ocorreu de forma
a)     conflituosa, resultando em um rompimento entre as Forças Armadas e os partidos políticos.
b)     abrupta e inesperada, como na Argentina do general Galtieri.
c)      negociada, como no Chile, entre o ditador e os partidos na ilegalidade.
d)     lenta e gradual, como desejavam setores das Forças Armadas.
e)     sigilosa, entre o presidente Geisel e Tancredo Neves, à revelia do exército e dos partidos.

05. (Cesgranrio-RJ) O processo de redemocratização brasileiro, no final da década de 1970, combinou pressões da sociedade civil e a estratégia de distensão/abertura do próprio regime militar, como pode ser observado na(no);
a)     vitória do movimento popular das "Diretas-Já", permitindo eleições gerais diretas em 1982.
b)     concessão de anistia "ampla, geral e irrestrita", por lei de iniciativa do governo, mas que excluía as principais lideranças ligadas ao governo derrubado em 1964.
c)      total autonomia do movimento sindical, forçada pelas greves do ABCD paulista.
d)     revogação dos atas institucionais, por iniciativa do governo, após negociação com setores representativos da sociedade civil.
e)     pacote de Abril de 1977, que transformou o Congresso Nacional em Assembléia Constituinte.

06. (UFRGS-RS) Em 25 de abril de 1984 a Emenda Constitucional das "Diretas-Já!", relativa à eleição direta para presidente e vice-presidente da República foi:
a)     aprovada pela Câmara dos Deputados, obrigando o governo Figueiredo a controlar os grupos militares de extrema direita.
b)     rejeitada pela Câmara dos Deputados, levando à posterior formação da Aliança Democrática e à candidatura de Tancredo Neves.
c)      aprovada pela Câmara dos Deputados, permitindo ao governo o estabelecimento de medidas de emergência nos estados.
d)     rejeitado pela Câmara dos Deputados, propiciando forte reação da classe trabalhadora, que se decide pela fundação do Partido dos Trabalhadores.
e)     aprovada pela Câmara dos Deputados, articulando-se a anistia geral e a extinção do bipartidarismo.

07. (Cesgranrio-RJ) A economia brasileira, desde o final da década de 1970, apresenta índices de inflação alta, redução do crescimento econômico e dificuldades com endividamento externo e interno que caracterizam os anos 80 como a chamada "década perdida".
Assinale a opção que expressa corretamente uma característica do período.
a)     Os planos de estabilização (Cruzado, Bresser, etc.) eliminaram momentaneamente a inflação, mas seus resultados foram de curta duração.
b)     A elevação da inflação brasileira está ligada à diminuição da produção de alimentos, decorrente do direcionamento da produção agrícola para o mercado externo.
c)      O crescente endividamento brasileiro no exterior não repercutiu na economia interna, porque foi compensado pelos investimentos estrangeiros no país.
d)     A constituição de 1988 agravou a crise brasileira, ao reduzir a carga de impostos e limitar os benefícios trabalhistas e previdenciários.
e)     A crise levou o governo a aumentar sua participação na economia, criando estatais ou assumindo empresas privadas, com o objetivo de manter os níveis de crescimento.

08. (Unicamp-SP) Em 13 de dezembro de 1968, o governo brasileiro promulgou o Ato Institucional n' 5, que, segundo opiniões da época, transformava o regime militar em uma ditadura "sem disfarces".
a) Qual o pretexto utilizado pelo regime militar para editar esse Ato?
b) Cite duas das principais medidas adotadas por esse Ato.
c) Caracterize dois elementos da democracia que a diferenciam da ditadura.

09. (Fuvest-SP) Durante o regime militar no Brasil (1964-1985), a oposição à ditadura também se expressou por meio da arte (música, literatura, cinema, teatro). Comente a afirmação, dando, pelo menos, dois exemplos dessas formas artísticas de expressão.

10. (Fuvest-SP) "Como se fosse uma hidra, a desigualdade racial [no Brasil] recupera-se a cada golpe que sofre. Onde os interesses e os liames das classes sociais poderiam unir as pessoas ou os grupos de pessoas, fora e acima das diferenças de 'raça', ela divide e opõe, condenando o 'negro' a um ostracismo invisível e destruindo, pela base, a consolidação da ordem social competitiva como democracia racial."
(FERNANDES, Florestan. A integração do negro na sociedade de classes.)

Com base nesse texto, comente a tese do autor sobre a questão da democracia racial no Brasil.


10 comentários:

  1. Respostas
    1. Oi Clara, a resposta da 6 é a letra B.

      Aproveite também para conhecer o meu blog: http://professorjunioronline.com

      Excluir
  2. Vc pode me enviar as respostas ate as 12;40 .hs.

    ResponderExcluir
  3. Vc podia postar o gabarito ia me ajudar no trabalho de História

    ResponderExcluir
  4. Qual é a resposta da 3?
    Por favor, posta o gabarito!

    ResponderExcluir